Artigo

05 Set, 2014

A obstipação, ou prisão de ventre, como também é conhecida, é um problema comum, visto afetar um elevado número de pessoas. Quem sofre desta maleita apresenta um desregulamento no trânsito intestinal, pois tem dificuldades em defecar, podendo até estar vários dias sem evacuar o intestino, o que se traduz numa enorme sensação de mal-estar. Desta forma, surge a necessidade de fazer esforço para esvaziar o reto, recorrendo muitas vezes ao uso de clisteres e laxantes supositórios para regular o funcionamento intestinal.

O que provoca a obstipação intestinal

Os fatores que causam a obstipação podem ser de diversos tipos, destacando-se:

  • Alimentação inadequada
  • Estilo de vida sedentário
  • Ingestão incorreta de fibras
  • Gravidez
  • Lesões no intestino grosso
  • Uso de certos medicamentos

Quem sofre de obstipação deve ser capaz de identificar as suas causas, para assim conseguir regularizar o trânsito intestinal da forma mais rápida possível, evitando complicações adjacentes. É importante saber que existem vários hábitos de  vida que podem ser iniciados ou melhorados, que podem levar à solução do problema, ou até evitar o seu aparecimento.

1. Alimentação saudável

Uma alimentação equilibrada é essencial para curar a prisão de ventre. Alimentos ricos em fibra devem ser ingeridos, pois irão ajudar a facilitar a evacuação, regulando o trânsito intestinal. A fibra pode ser encontrada nos seguintes alimentos: pão integral, barra de cereais, feijão, grão-de-bico, ervilhas, favas, maracujá, entre outros.

2. Comer devagar

É primordial mastigar bem os alimentos e comer devagar. Respeitando este processo, é possível aliviar os sintomas da obstipação intestinal. 

3. Beber água

Manter o corpo hidratado é um dos principais passos para evitar a prisão de ventre. O consumo de água deve ser regular, sendo que são recomendados, no mínimo, 8 copos de água por dia (2 litros). O primeiro copo de água deve ser bebido pela manhã e em jejum, de forma a desintoxicar o organismo, mantendo-o mais saudável.

4. Exercício físico

 É muito importante ter um estilo de vida saudável e evitar o sedentarismo, sendo a prática de exercício físico essencial para combater a prisão de ventre. Ao praticar desporto é possível aumentar o fluxo sanguíneo na região abdominal, melhorando assim o trânsito intestinal. 

5. Deixar de fumar

Fumar apresenta várias desvantagens para a saúde e o agravamento da obstipação é uma delas. É aconselhável reduzir o consumo do tabaco, ou de preferência parar de fumar. 

6. Evitar certos alimentos

Consumir alimentos errados piora a prisão de ventre, pois não ajuda ao bom funcionamento do intestino. Assim sendo, fast food, refrigerantes, fritos e doces em geral devem ser banidos do plano alimentar. Por norma, os alimentos ricos em açúcar colaboraram para o aumento de bactérias nocivas ao organismo, contribuindo assim para o agravamento da prisão de ventre.  

7. Consumo de chá

 A obstipação pode ser aliviada com o consumo de ervas medicinais. Encontram-se facilmente no mercado vários tipos de chás que funcionam como laxantes e ajudam no controle da digestão. Com maior eficácia, destacam-se: o chá de carqueja, o chá de boldo e o chá de malva. Devem ser ingeridos diariamente, alternando entre uma erva e outra. O seu consumo frequente irá facilitar o trânsito intestinal. 

8. Comer frutas

Algumas frutas têm um papel importante no controle da obstipação, sendo também conhecidas por frutas laxantes. As mais indicadas para esse propósito são as mais ricas em nutrientes, como: ameixa, uva, morango, abacaxi, mamão, quivi, figo e abacate. Existem também frutas com o efeito contrário e que devem ser evitadas como, por exemplo, a banana e a maçã.

9. Consumir iogurtes probióticos

Os iogurtes probióticos são excelentes aliados para quem sofre de prisão de ventre. O seu consumo regular contribui para a proliferação de bactérias boas para o organismo, ajudando assim ao bom funcionamento dos intestinos.

10. Incluir sementes na alimentação

Algumas sementes são ricas em fibras, o que vai ajudar a combater a obstipação. A mais aconselhada é a semente de linhaça, pois contém fibras solúveis e insolúveis. É um método orientado para casos de prisão de ventre crónica. Para além de a incluir junto de outros alimentos, existe uma solução muito prática e eficaz: colocar uma pequena quantidade de sementes em água, deixando-as ficar toda a noite em repouso. Pela manhã e em jejum, o copo de água com sementes deve ser ingerido.