Olá a todos. Curioso
Qua, 18/01/2017 - 12:35
Será que aconteceu um surto da doença e depois acalmou?

Desde final de 2015 que não há atividade significativa no grupo...

Em 2015 tive aquelas dores, que já tinha escrito.
A partir daí tive vários internamentos, estive com pausa alimentar, alimentação entérica e parentérica.
Tive Abscesso, fistulas e ulceras...
No final de 2015 tive de ser operado.

Tudo o que aprendi nos internamentos e fora do Hospital.
É:
Nem todos os médicos conhecem a doença e pode haver um "deixa pra lá que com o tempo cura." (Não aceitem isso) - Nem vale a pena reclamar com o médico, visto que ele não vai aprender naquele instante só para o atender.
Procurem um especialista, de preferencia, que a área de interesse seja Crohn ou Doença intestinal inflamatória.
Depois temos os técnicos de imagem e os próprios equipamentos de diagnóstico. (Fiz duas ressonâncias em 2 meses - numa estava quase bom - na outra nem por isso) Aconselhem-se com o v/ especialista o melhor sitio e técnico para fazer os exames. Os relatórios que os técnicos escrevem vão influenciar nas medidas que o especialista vai tomar - muito importante.

Depois é história, existe quem pensa que tem a doença e não tem... outros que afirmam que não tem, mesmo quando são operados aos intestinos por terem uma fistula ligada a bexiga que provocou uma infecção urinaria... E muito raro existe quem tem as duas Crohn e DII... e profissionais que pensam que só pode ter uma de duas doenças...

Resumindo,
É possível ter uma vida normal, com medicação e depois da cirurgia.
Desde que esteja bem acompanhado clinicamente.
Comentar
mostrar comentários (3)
esconder comentários (3)
Sáb, 21/01/2017 - 15:52
Caro Márcio.
Acabei de ler o teu comentário, cujo conteúdo agradeço e me identifico.
Continuação de melhoras e quando os colegas do Adoeci necessitarem de alguma ajuda, ninguém hesite em fazê-lo.
Estarei com total disponibilidade a nível pessoal e a nível associativo.
Fiquem bem, boa semana
José Augusto
Sáb, 21/01/2017 - 15:56
Caro Márcio.
Acabei de ler o teu comentário, cujo conteúdo agradeço e me identifico.
Continuação de melhoras e quando os colegas do Adoeci necessitarem de alguma ajuda, ninguém hesite em fazê-lo.
Estarei com total disponibilidade a nível pessoal e a nível associativo.
Fiquem bem, boa semana
José Augusto
Seg, 23/01/2017 - 12:03
O conhecimento médico é muito importante para a manutenção da sua saúde.
Passei quase 10 anos em tratamento com um gastroentereologista que se dizia ortomolecular. Suspendeu toda medicação específica ao Crohn. Quase morri, tive um estreitamento que me levou a internações e cirurgias.
Num destes internamentos conheci uma especialista médica e sua equipe e estes salvaram minha vida.
Venho me tratando com esta médica desde 2010, com medicação biológica adalimumabe e convivendo com crhon, sindrome do intestino curto e uma estenose de forma satisfatória