Sou Borderline: Mas quem sou eu e o que pretendo?
Dom, 19/03/2017 - 17:17
Descobri que era Borderline aos 19 anos. Desde aí tem sido um percurso difícil, mas o que mais falta senti este tempo todo foi de conviver e desabafar com pessoas com o mesmo transtorno que eu. Descobri este grupo e estou desejosa de conhecer pessoas que desejem partilhar vivências e experiências para que possamos perceber como lidar melhor com nós próprios. Sou da zona de Aveiro. Alguém para falar? Abraço a todos e coragem.
Comentar
mostrar comentários (4)
esconder comentários (4)
Dom, 19/03/2017 - 17:24
Descobri que era Borderline aos 19 anos. Desde aí tem sido um percurso difícil, mas o que mais falta senti este tempo todo foi de conviver e desabafar com pessoas com o mesmo transtorno que eu. Descobri este grupo e estou desejosa de conhecer pessoas que desejem partilhar vivências e experiências para que possamos perceber como lidar melhor com nós próprios. Sou da zona de Aveiro. Alguém para falar? Abraço a todos e coragem.
Dom, 19/03/2017 - 19:08
Olá Sandra
Bem-vinda ao grupo
Entendo perfeitamente aquilo que tu dizes, e sim é bastante difícil lidar com este transtorno e o percurso é igualmente extremamente difícil, não que não se consiga ter dias satisfatórios no nosso percurso porque mesmo numa realidade bastante complicada esses dias bons também vão existindo de quando em quando.
No meu caso, eu que já fui diagnosticado e que já lido com esta realidade há já bastante tempo também sempre tive muita dificuldade em encontrar e em lidar com alguém que vivesse esta mesma problemática, concordo contigo porque, de facto, acho que seria muito importante lidar com pessoas que realmente vivessem a mesma experiência e entendessem realmente as nossas palavras e o seu verdadeiro significado e essencialmente percebessem as nossas emoções e o nosso sentir e o porquê de sermos assim sem recorrerem à crítica fácil, mas pronto, o Mumdo muitas vezes é ingrato para toda a gente e para nós inclusivamente que não temos culpa nenhuma de sentirmos e pensarmos diferente da generalidade das pessoas, mesmo assim continuo a pensar que somos pessoas bastante especiais, a situação que nos acompanha tem coisas negativas e causa-nos um sofrimento enormissimo mas também nos torna pessoas bastante especiais e que muita gente gostaria de sonhar em ser como nós inclusivamente aquelas que nos criticam!
Vá, Sandra muita força, coragem e determinação, e sempre que quiseres falar estás completamente à vontade, não te isoles!
Já agora enviei-te um pedido de amizade, e sempre que te apetecer mensagem privada não hesites por mim não há problema nenhum!
Desejo-te as melhoras e tenta colecionar muitos momentos de felicidade porque apesar de tudo não há impossíveis!
Fica bem e um Grande Abraço

Filipe
Dom, 19/03/2017 - 19:25
Olá os dois. Também estou disponível para conversar. Como sou mais velho terei uma perspectiva diferente do Transtorno, que Vos poderá ajudar. Bj e Abc.
Sex, 24/03/2017 - 01:43
Boa noite Alexandre
Espero que estejas bem
Obrigado, e claro que sim, as tuas sugestões ou informações serão sempre bem-vindas independentemente do percurso e do tempo lidando com esta situação
Um Forte Abraço e Fica bem

Filipe