Atividade grupo
Qui, 15/01/2015 - 23:34
Os Hospitais da Universidade de Coimbra querem revolucionar o tratamento de doenças psiquiátricas e neurológicas.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=399530&tm=2&layout=122&visual=61

Ps.- Encontrei esta notícia e embora já tenha 4 anos continua interessante e actual, para o tratamento de doenças psiquiátricas e neurológicas.
Comentar
mostrar comentários (3)
esconder comentários (3)
Dom, 18/01/2015 - 19:39
tema muito interessante desde ,a um ano para cá minha vida mudou radicalmente no dia 23 Janeiro de 2014 fui saber o resultado de uma ressonância magnética crânio encefalica que uma medica otorrino me mandou fazer devido a um zumbido no ouvido esquerdo quando fui saber o resultado ela só me disse que tinha sido detetado qualquer coisa no meu cérebro e encaminhou-me com urgência para um medico neuro cirugiao fiquei em pânico ela disse-me para telefonar para o hospital de Leiria no prazo de 4 semanas para saber a triagem e quando iria ter a consulta , estas 4 semanas foram terríveis comecei a ter picadas no corpo por todo o lado tinha desequilíbrios e pensava que já sintomas de tudo e mais alguma coisa pensava que tinha uma coisa muito ruim e que iria morrer, nestas 4 semanas comecei a agarrar-me muito a Deus e A nossa Senhora comecei a rezar o terço todos os dias a pedir-lhe auxilio
telefonei passado essas 4 semanas e disseram-me que era o 4ª da lista e que só teria consulta no dia 23 de maio 2014 pensei tanto tempo? Entretanto medi a tensão arterial pois não tive o discernimento para medi-la mais cedo e vi que estava altíssima 16 máxima 12 mínima informei-me no hospital qual o meu medico pedi o relatório de exame pesquisei na net onde ele daria consultas privadas e assim foi no dia 6 de Março tive consulta com ele em que ele me disse que no pior das situações era uma coisa pouco maligna receitou-me Victan para a ansiedade a tensão arterial começou a descer as picadas da ansiedade a diminuírem ( sempre fui uma pessoa muito ansiosa) e marcou-me uma consulta para o hospital da universidade de Coimbra para marcar-me uma ressonância magnética para tirar duvidas numa maquina mais potente mas não fiquei descansado e assim foi. Entretanto começaram -me a surgir pensamentos intrusivos a ofender Nossa Senhora Deus ,Jesus e fiquei em pânico Nossa Senhora era principalmente o meu alvo mas pensamentos mesmo sem nexo tipo pu..... ora eu a rezar o terço todos dias e a pedir-lhe auxilio e a ofende-la ? o que é isto? Entretanto comecei a ter as pernas a arder com formigueiros e dormentes marquei outra consulta privada com o doutor pois não achava o que tinha nas pernas normal contei-lhe dos pensamentos entretanto receitou-me mais victan pois ja tinha acabado a outra caixa e as picadas e formigueiros tinham voltado e umas vitaminas para o cérebro que não me lembro o nome mas tinham na sua componente principal vitamina b e disse-me que era muito nervoso e aconselhou-me a procurar um psicólogo , entretanto com o tomar das vitaminas o ardor , dormências formigueiro nas pernas foi diminuindo , mas sempre também com o pensamento na outra ressonância magnética que nunca mais vinha a marcação, sempre muito em baixo e com a auto estima em baixo , sempre tive a auto estima um bocado baixa devido a episódios traumáticos do passado em que também influenciou a minha vida sexual ao ponto de não ter ereções normais e de ter ejaculação precoces durante toda a minha vida e isso sempre me frustrou.
Entretanto veio a marcação da ressonância magnética só no dia 4 Novembro 2014 e isso deixou-me num estado de nervos ainda maior,passei a ir a uma psicóloga em que lhe contei tudo em que ela depois de algumas sessões que eu tinha Toc ( transtorno obsessivo compulsivo) comecei a fazer terapia comportamental e uma técnica americana com a visão a seguir os dedos da doutora que eu agora não me lembro do nome desde o meio de Junho com algumas interrupções ate agora devido a ferias da doutora , entretanto a partir de Setembro comecei a desviar o pensamento de Nossa Senhora e a centrar -me na minha esposa então os meus pensamentos começaram a chamar o dito nome á minha esposa o que eu sei que ela não é nada disso e comecei a enlear os meus pensamentos em volta dela tipo ela não é nada disso eu amo-a etc então os meus pensamentos começaram-me a chamar mentiroso falso ,etc, agora ela é horrorosa , eu sou horroroso a minha filha também é horrorosa a minha mãe enfim toda a gente nem me gosto de olhar no espelho pois não me reconheço isto ás vezes é uma sucessão de pensamentos sem controle a doutora agora diz que tive um transtorno prós traumático tipo de guerra só me apetece chorar com estes pensamentos em especial em volta de minha esposa e eu contrari -os mas tenho - de estar sempre em estado de alerta a contraria-los não fluem. Já fiz a outra ressonância magnética em que o doutor me disse que isto em 99,9 por cento é uma coisa que já nasceu comigo mas tem de ser vigiado com ressonâncias Esta técnica poderia ajudar-me em relação aos pensamentos intrusivos ? O ano 2014 foi terrivel e este ano com estes pensamentos enleados sempre a massacrarem -me tambem não está a começar nada bem isto está a dar cabo da minha vida não sei como sair deste ciclo vicioso .obrigado Carlos Pereira
Dom, 25/01/2015 - 00:27
Olá Carlos,

Depois de ler o seu relato, fiquei sem saber que "... coisa pouco maligna" é essa?
Tem o resultado da ressonância magnética?

A mim também me foi receitado Victan para tomar em SOS. Raramente tomo mas ando sempre com alguns comprimidos no bolso. Só tomo quando tenho situações de grande ansiedade.

Quanto ao TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) sei o que é e lembro-me que um psiquiatra norte-americano aconselha a quem tem TOC a ler estes livros:
- The Boy Who Couldn´t Stop Washing
- Shadow Syndromes
- Brain Lock *
*Fiz uma pesquisa na Wook e só encontrei este. Está em inglês. Ao que li é um livro fundamental para quem tem TOC. Se assim é, devia estar traduzido em português.

As suas melhoras.

1 abraço,

Pedro
Seg, 26/01/2015 - 16:05
Boa tarde Pedro olhe o que o médico me disse foi que em 99,9 por cento é uma displasia cortical mas não quer dizer que não evolua noutro sentido tem que ser vigiado com ressonância de ano a ano mais ou menos vou ver se vejo o livro em questão na net para o ler é que isto está a dar comigo em maluco obrigado carlos pereira