Artigo

17 Abr, 2015

A inflamação ou processo inflamatório é uma reação do nosso organismo a infeções, agentes tóxicos, lesões traumáticas e stress. Porém, muitas vezes há a tendência de considerar que a inflamação é uma espécie de doença que temos que combater!
A inflamação apenas se torna prejudicial à saúde quando se prolonga por um grande período de tempo.

O que é a inflamação

A inflamação é caraterizada por um afluxo de sangue e respetivos agentes ao local atacado/danificado, de forma a destruir vírus e células mortas e posteriormente reparar os tecidos danificados. Quando este processo ocorre em zonas visíveis, leva a sintomas como: vermelhidão da pele, inchaço, calor e dor.
Como a inflamação é um processo desencadeado pelo sistema imunitário é benéfica para a saúde. No entanto, se a inflamação se prolongar no tempo (inflamação crónica) pode levar a uma série de malefícios, pois os tecidos estarão constantemente a ser destruídos e criados.
Contudo, como a inflamação crónica é muitas vezes uma consequência do stress, obesidade, alimentação desequilibrada, tabaco ou álcool, não chegamos a ter noção que podemos estar a sofrer dela.

Pode afetar os intestinos

A ingestão de alimentos que contenham agentes “invasores” irá desencadear o processo inflamatório de forma a eliminar os mesmos, desta forma o sistema imunitário não só irá atacar os “invasores” como os próprios intestinos. Este é um caso típico de quem sofre de doença celíaca ou doença de Crohn.

Pode atingir os ossos

Os ossos também podem ser afetados por inflamações crónicas, uma vez que o processo contínuo de destruição e regeneração de tecido ósseo será afetado. Para além disso, se a inflamação afetar os intestinos, pode ainda levar a que o cálcio não seja bem absorvido e, como tal, ocorra uma deficiência de cálcio.

Pode atacar as articulações

Muitas pessoas sofrem de dores nas articulações levando a que estejam constantemente com dor. A inflamação nas articulações pode ser uma consequência de doenças como a artrite reumatóide ou ser originada por um dano na cartilagem, sendo que neste caso pode combater o problema com suplementos de glucosamina.

Pode afetar os Pulmões

Quando a inflamação ocorre nos pulmões pode levar a uma acumulação de fluido, tornando a respiração mais difícil. A poluição, o tabaco e a obesidade são alguns dos principais fatores que originam esta situação.

Pode originar depressão

Quando a inflamação atinge o cérebro e o seu bom-funcionamento, pode originar uma depressão. Isto acontece porque o funcionamento de alguns neurotransmissores que controlam o humor, apetite, sono, etc… serão afetados.

Pode afetar o coração

A inflamação pode ocorrer dentro do próprio sistema vascular comprometendo a saúde do sistema cardiovascular. Um dos casos mais comuns é a acumulação de gordura nas artérias, quase sempre associada a uma alimentação pouco cuidada.

Aumenta o risco de cancro

A inflamação crónica compromete o sistema imunitário e consequentemente leva a que os agentes carcinogéneos usufruam de um ambiente mais favorável para se desenvolverem.

Atinge as gengivas

A presença de bactérias na boca não só aumenta o risco de sofrer de cáries dentárias como o risco de ficar com as gengivas inflamadas. Para além disso, uma inflamação nas gengivas poderá levar a que a inflamação se espalhe pelo corpo.

Dificulta a perda de peso

A inflamação pode ainda dificultar a perda de peso ao desregular as hormonas que controlam o apetite e o metabolismo.