Tenho alopécia areata e estou desesperada!
Qui, 17/03/2016 - 18:57
Tenho 55 anos e nasci com uma farta cabeleira que nunca caiu. Tinha um cabelo forte, muito forte mesmo e muitissimo farto. Era um cabelo lindo, de que me orgulhava muito. Um cabelo daqueles que conseguimos fazer o que queremos dele!
No dia 1 de janeiro de 2016 começou a cair... e numa semana caiu tanto que dava para fazer um pequeno tótó... caía às madeixas e eu até sentia o cabelo a sair o couro cabeludo ... no dia 11 de janeiro estava numa consulta de urgência... já tinha uma grandes peladas na nuca...
Apesar de medicada ainda não aparou de cair... na zona da nuca as diversas camadas de cabelo que eu tinha desaparecerem , por cima das orelhas dos dois lados pelos menos três camadas de cabelo também desapareceram .... a pele está lisinha (horrível)... já vou no segundo corte de cabelo... optei por rapar uma parte da nuca para tentar disfarçar... algum cabelo já começou a nascer... muito ralo mas começa a disfarcar algumas peladas... mas continua a cair e começa a notar-se . Doi-me o couro cabeludo.... é como se me estivessem a puxar constantemente os cabelos...
Só queria que parasse de cair...
A autoestima está péssima; a vontade de conviver é nula. Tenho vergonha do meu cabelo, das minhas peladas... além disso a cortisona está a insuflar-me tenho umas bochechas enormes e de um modo geral estou mais gorda. Eu que já tinha tendência para ser forte mas que fazia os possíveis para controlar já não consigo parar este aumento de volume... mas tudo isto eu conseguia ultrapassar de alguém me dissesse que esta queda vai parar!
Descobri, entretanto, que a minha avó materna também tinha de quando em vez peladas... mas nunca foram tão generalizadas ou extensas como as minhas.

Parece, portanto, que a origem da minha alopécia será hereditária... apesar de ter tido sempre um cabelo farto e grosso (uma verdaeira juba de leão) por volta dos meus 10 anos apareceu-me uma pelada do tamanho de uma moeda de 20 cêntimos onde nunca mais voltou a nascer cabelo, mas nunca ninguém associou esta pelada à alopécia e nos 45 anos seguintes nunca mais tive qualquer problema. O cabelo caia normalmente nas mudanças de estação e voltava a nascer, forte e farto...
Só queria compreender ou saber o que vem a seguir mas ninguém me diz ... pergunto se vou ficar careca e os médicos dizem que não... mas não me dizem se vai parar de cair se vao aparecer mais peladas...
Para além da cortisona em comprimidos levei umas injeções no couro cabeludo... mas continuou a cair cabelo...
Será que me sabem dizer se vai parar? Como posso não ter stress para evitar a queda do cabelo se fico com o lavatório cheio de cabelo todos os dias quando me penteio ou com a banheira entupida cada vez que lavo a cabeça?
Alguém me pode ajudar? Sou uma rapariga de espírito forte mas de vez em quando começo a ir abaixo... e estes puxões constantes que sinto... como se alguém me estvesse a agarrar pelos cabelos... será que vão parar... pela experiência destes 3 meses cada vez que sinto estes puxões o cabelo a seguir cai nesse sítio...!
Muito obrigada por me me lerem! desculpem este texto enorme mas estava a precisar de desabafar com pessoas que me podem compreender!